23 de julho de 2017

Primeiro, uma revisão da previsão da semana passada:

  • A visão principal sobre EUR / USD foi que iria ultrapassar 1,1500 e subir até 1,1615 em 2016. O próximo alvo seria então o máximo de agosto de 2015: 1,1715. O principal impulso para a alta do par foi dado pelo chefe do BCE, Mario Draghi, que disse na quinta-feira que o programa de estímulo da zona do euro (QE) não terminará e permanecerá inalterado. No contexto desses comentários, a taxa de câmbio do euro em relação ao dólar saltou 0,5% e o par atingiu o auge de 1,1680 no final da semana;
  • Quanto a GBP / USD, a previsão acabou estando 100% precisa. Lembre-se de que a grande maioria dos especialistas, apoiados por um terço dos osciladores, confiavam em que o impulso ascendente do par havia acabado, e era esperado que caísse primeiro para 1,3000 e, em seguida, ainda mais. Como resultado, o par caiu para 1,2930, depois se recuperou e terminou a semana no nível de 1,2994;
  • Com relação ao USD / JPY, os indicadores em H4 e apenas um terço dos analistas falaram sobre a queda desse par na semana passada. Mas foram eles que acabaram estando certos, prevendo a queda para o nível de 111,00, que se tornou o mínimo da semana.
  • Prevendo o futuro do USD / CHF, a maioria dos analistas (85%) insistiu que cairia para pelo menos 0,9500-0,9550, e possivelmente até mais. O par obedientemente o fez, tendo perdido 190 pontos durante a semana e começou a tocar um fundo local em 0,9437.

 

Quanto à previsão para a próxima semana, resumindo as opiniões dos analistas de vários bancos e corretoras, bem como previsões feitas com base em uma variedade de métodos de análise técnica e gráfica, podemos dizer o seguinte:

  • Com relação ao EUR / USD, após um surto ascendente impressionante na semana passada, o futuro desse par agora parece bastante ambíguo. 55% dos especialistas, 100% dos indicadores de tendência e a análise gráfica indicam que a tendência de alta continuará. O máximo de agosto de 2015 - 1.1715 - é nomeado como a resistência mais próxima, o próximo alvo é 100 pontos mais alto.
    Um ponto de vista alternativo é representado por 45% dos especialistas e mais de um terço dos osciladores em H4 e D1, indicando que o par está com sobrecompra. Na sua opinião, o par deve retornar para 1,1480-1,1580. Os seguintes eventos também podem contribuir para o fortalecimento do dólar: em 26 de julho, o FED fornecerá comentários sobre um possível aumento das taxas de juros antes do final do ano e, no dia 28 de julho, veremos a publicação de dados anuais sobre o PIB dos EUA;
  • Sobre o GBP / USD, se tentarmos reunir as opiniões de especialistas e análises técnicas, podemos falar sobre a prevalência do sentimento otimista e o movimento desse par no canal de 1,2950-1,3120. Em números, parece assim: 50% dos analistas acreditam na alta do par, os outros 50% votam pela sua queda. Os indicadores de tendência: 70% olham para cima e 30% para baixo. Os osciladores: um terço é de cor vermelha, um terço é verde e o resto é neutro. Quanto à análise gráfica, aquela em D1 diz que, a partir do suporte em 1,2950, o par tentará ganhar uma posição acima do nível de 1,3100 e, se for bem sucedido, apressar-se para a resistência em 1,3280. Caso contrário, espera-se que ele retorne  ao ponto em torno de 1,2950;
  • A perspectiva de médio prazo para o USD / JPY indica que deve retornar ao auge de 114,50. Mas é muito cedo para falar sobre a reversão da tendência, e o par continuará a descer na próxima semana. 65% dos analistas concordam com este ponto de vista, bem como cerca de 80% dos indicadores. Ao mesmo tempo, um quarto dos osciladores já estão sinalizando que o par está com sobrevenda. Os principais níveis de suporte são 110,85, 110,25 e 109,00;
  • O último par de nossa revisão é o USD / CHF. 100% dos especialistas, 100% dos indicadores de tendência, 75% dos osciladores e a análise gráfica em H4 e D1 esperam a continuação da tendência de baixa e queda do par primeiro para 0,9400 e, em seguida, 100 pontos mais baixos. No entanto, deve-se ter em mente que, como no caso do USD / JPY, um quarto dos osciladores já indicam que o par está sobrevendido, por isso é impossível excluir a correção para cima. A resistência mais próxima está no nível de 0,9525, a próxima é 0,9560.

 

Roman Butko, NordFX


« Notícias e análises do mercado
Receba
treinamento
Novo no mercado? Utilize a sessão “Educação”. Comece o treinamento
Siga-nos nas redes sociais