16 de abril de 2017

Primeiro, uma revisão da previsão da semana passada:

  • Vendo que o EUR/USD estava ainda com excesso de vendas, tanto os analistas quanto a análise técnica esperavam que ele subisse, o que aconteceu. No entanto, a força de alta neste caso foi apenas poderoso o suficiente para levantar o par para 1,0690 (em oposição ao esperado 1,0750), após o que o par caiu para a área de apoio perto de 1,0610;
  • Também era esperada uma recuperação do GBP/USD. A razão para esta previsão era a área de um forte apoio a médio prazo, de onde o par estava se aproximando. A altura de 1,2500 foi dada como alvo: o par o alcançou na primeira metade da semana e, posteriormente, decidiu fazer uma pausa por quase um dia. Então, tendo recolhido suas forças, levantou-se por outros 75 pontos, alcançando a altura de 1,2575 na quinta-feira;
  • Quanto ao futuro do USD/JPY, todos - especialistas, análise gráfica e indicadores - esperavam que o par testasse o mínimo local de 110,00. O mínimo efetivamente se revelou local: o par superou facilmente essa barreira e caiu 140 pontos ao final da sessão semanal;
  • Quanto ao par USD/CHF, cerca de um quarto dos analistas e a análise gráfica em H4 esperavam que o par continuasse a se mover no canal de médio prazo (este canal começou em dezembro de 2016 e é claramente visível em D1 e W1) e tem como linha central a área de 0,9950. O par se moveu realmente para baixo toda a semana, descansando no limite superior do canal. No entanto, não conseguiu superar o suporte simbólico de 1,0000 e completou a sessão de uma semana perto do horizonte de 1,0050.

 

Previsão para a próxima semana:

Resumindo as opiniões de um número de analistas de bancos líderes e corretoras, bem como as previsões feitas com base em uma ampla variedade de técnicas e métodos de análise gráfica, podemos dizer o seguinte:

  • Quanto ao EUR/USD, a maioria dos analistas (60%), apoiada por quase 90% dos indicadores, ainda está do lado dos ursos, esperando a queda do par para a zona de 1,0500. Um ponto de vista alternativo é expresso pela análise gráfica em H4, bem como 40% de especialistas. Segundo eles, o par, enquanto se movendo no canal de médio prazo crescente que começou em dezembro de 2016, primeiro subirá para 1,0690 e, em seguida, outros 130 pontos para 1,0820;
  • A médio prazo, cerca de 80% dos especialistas esperam uma queda do par GBP/USD (apoios 1,2420, 1,2360 e 1,2110). Quanto ao futuro imediato, a maioria dos analistas (60%), apoiada por osciladores e indicadores de tendência, tende a acreditar que o momento de alta não terminou ainda e que o par atingirá pelo menos 1,2615. A resistência seguinte é de 1,2375;

  • Há uma discrepância entre as previsões semanais e a de médio prazo para o USD/JPY também. Assim, se no curto prazo, 70% dos analistas falam da continuação da tendência de queda para 107,50-107,85, as previsões mensais e trimestrais apontam para cima. Os objetivos permanecem os mesmos: 112,00 e 113,55. Quanto à análise técnica, aqui as forças são distribuídas da seguinte forma: análise gráfica em D1, 100% de indicadores de tendência e 95% de osciladores do lado dos ursos. Do lado dos touros, 5% dos osciladores que fixam a extensão de sobre-venda do par e a análise gráfica em H4: ambos preveem a sua alta para 110,50;
  • Quanto ao USD/CHF, para a semana que vem, metade dos analistas, juntamente com análise gráfica e indicadores de tendência em H4, esperam que o par se mova no canal lateral de 1,0008-1,0100. A outra metade dos especialistas, apoiada pelos osciladores em H4, vota pela sua queda para a zona de 0,9980. Quanto à previsão a médio prazo, aqui quase 60% dos analistas apontam para cima para 1,0170. Ambos os osciladores e indicadores de tendência em D1 concordam com este ponto de vista.

 

Roman Butko, NordFX


« Notícias e análises do mercado
Receba
treinamento
Novo no mercado? Utilize a sessão “Educação”. Comece o treinamento
Promoções
e bônus
Ofertas e condições especiais
para uma negociação rentável.
Saiba mais
Siga-nos nas redes sociais