6 de março de 2017

Primeiro, uma revisão da previsão da semana passada:

  • Quanto ao EUR/USD, muitos investidores queixaram-se que havia uma clara falta de tendências para este par. Eles têm razão: tem sido impossível identificar um vencedor na perene luta dos touros durante duas semanas contínuas até agora. Parecia que o primeiro ia começar a dominar, o par subiu para 1,0630, a situação mudou e o euro enfraqueceu, deixando o par no nível de suporte em 1,0500. Por causa desta luta incompleta, o par terminou a semana quase no mesmo lugar onde começou em 20 de fevereiro: em 1,0622;
  • Sobre a previsão do GBP/USD, a maioria dos analistas tomou partido com os ursos na semana passada. Eles estavam certos. O par realmente correu para baixo na tentativa de alcançar o limite inferior do corredor lateral de cinco meses em 1,1985-1,2720. Mais uma vez como esperado, congelou seu movimento perto da linha central do canal, parando logo abaixo de 1,2300 na noite de sexta-feira;
  • Lembre-se que os pareceres de 70% dos especialistas e as leituras da análise gráfica sobre o futuro do USD/JPY falaram que o par deveria subir para 114,00, ou até mesmo mais. Esta previsão pode ser considerada quase inteiramente cumprida. Na noite de sexta-feira, o par alcançou a altura de 114,75, antes de apressar-se de volta para a área de 114,00, onde encerrou a semana;
  • No que diz respeito ao USD/CHF, aqui 70% dos especialistas e mais de 85% dos indicadores votaram a favor da vitória dos touros e alta do par para o nível de 1,0150. Uma visão alternativa foi apresentada pela análise gráfica, segundo a qual, no início da semana, esperava-se que o par se movesse lateralmente com uma predominância do sentimento de baixa, diminuindo para o nível de suporte de 1,0000. Isso é exatamente o que aconteceu: tendo fixado o fundo na terça-feira 28 de fevereiro em 1,0000, o par virou e apressou-se para cima, conseguindo alcançar a altura de 1,0146 na quinta-feira. Quanto ao final da semana, o par imitou o EUR/USD e o caiu exatamente para onde ele tinha começado na segunda-feira: 1,0073.

 

Previsão para a próxima semana:

Resumindo as opiniões de um número de analistas de bancos líderes e corretoras, bem como as previsões feitas com base em uma ampla variedade de técnicas e métodos de análise gráfica, podemos dizer o seguinte:

  • O salto do EUR/USD do final da semana passada de mais de 100 pontos surpreendeu muitos. No entanto, mais de 70% dos especialistas esperam que a alta do dólar continue e o par caia para a área 1,0400. A análise gráfica em D1 também concorda com este desenvolvimento. A análise em H4, no entanto, sugere que o par possa dar outro salto e atingir a altura de 1,0680. Esta visão é compartilhada pelo quarto restante dos analistas. É possível que suas expectativas estejam associadas a uma previsão negativa sobre mudanças nos dados sobre empregos nos EUA, cujos dados serão anunciados na sexta-feira, 10 de março. Segundo as previsões, o número de novos empregos fora do setor agrícola poderia diminuir de 227 mil para 170-175 mil;

  • Quanto ao GBP/USD, cerca de 80% dos analistas e a mesma proporção de indicadores de tendência e osciladores ainda estão ao lado dos ursos. De acordo com sua previsão, o objetivo imediato do par é a área de 1,2100-1,2145. A opinião contrária é expressa pela análise gráfica em H4, segundo a qual, tendo atingido o fundo local em 1,2200, o par pode rebater e voltar à zona de 1,2400-1,2560;
  • Quanto ao USD/JPY, o dólar também deve se fortalecer contra o iene japonês. Esta previsão é suportada por 65% dos analistas e mais de 80% dos indicadores, que acreditam que o par deve subir primeiro para 116,00, antes de prosseguir para cima por outros 100 pontos. Dito isto, a análise gráfica em D1 indica que, ao encontrar a resistência na área de 117,00-117,50, o par poderia virar e descer até seu valor atual em 114,00. Esta versão é suportada pelos osciladores, alguns dos quais mostram que o par é sobre-vendido;
  • Quanto ao último par de nossa revisão, o USD/CHF, a previsão pode ser resumida pela frase: "Para cima e somente para cima!" Quase 90% dos analistas e 70% dos indicadores em D1 apoiam essa direção. A tarefa é quebrar a resistência de 1,0140 e subir para 1,0210. Os 10% restantes dos analistas sugerem uma tendência lateral. O número daqueles que acreditam na queda do par parece ser zero. Este zero é uma causa especial de preocupação, já que tais ocasiões muitas vezes fazem aos investidores surpresas desagradáveis. No entanto, o par irá, muito provavelmente, espelhar a tendência subjacente, definida pelo EUR/USD.

 

Roman Butko, NordFX


« Notícias e análises do mercado
Receba
treinamento
Novo no mercado? Utilize a sessão “Educação”. Comece o treinamento
Siga-nos nas redes sociais