1 de maio de 2017

Primeiro, uma revisão da previsão da semana passada:

  • Sobre a previsão para o EUR/USD, 35% dos especialistas e indicadores em D1 insistiram em que o par voltaria aos pontos máximos de fevereiro e março de 2017. Foi o que aconteceu em resposta ao primeiro turno das eleições presidenciais francesas. Tendo estabelecido uma lacuna impressionante na abertura da sessão semanal, o par subiu para 1,0900, onde passou toda a semana, transformando este nível em um ponto central;
  • Depois de um salto inspirador no dia 18 de março, o par GBP/USD reagiu calmamente às eleições na França: não houve lacunas e, em vez disso, houve um aumento suave de 180 pontos durante a semana. As raízes desta alta estão no suporte de 1,2775, que costumava ser o limite superior do canal lateral de seis meses;
  • O tsunami das eleições francesas atingiu as ilhas japonesas e arrastou o USD/JPY para um forte nível médio de apoio / resistência em torno de 111,60. Deve-se anotar que os analistas esperaram por muito tempo a alta do para 112,00, o que chegou muito perto: o par chegou na quarta-feira na altura de 111,77;
  • A diferença no início da semana deu força adicional aos ursos. Assim, o par USD/CHF continuou a sua tendência descendente, que começou no dia 10 de abril. O par caiu quase 100 pontos, atingindo o fundo local em 0,9893, e depois virou e terminou a semana ao nível de 0,9950.

 

Previsão para a próxima semana:

Resumindo as opiniões de um grande número de analistas de bancos líderes e corretoras, bem como as previsões feitas com base em uma ampla variedade de técnicas e métodos de análise gráfica, podemos dizer o seguinte:

  • No que diz respeito aos indicadores, sobre a previsão do futuro do EUR/USD, mais de 80% deles estão orientados para cima, apontando para 1,1120 como a altura-alvo. No entanto, um terço dos osciladores em D1 já indicaram que o par está com excesso de compra. As opiniões de especialistas sobre o seu futuro mais próximo estão quase igualmente divididas: 35% preveem a alta do par, 30% antecipam sua queda e 35% preveem uma tendência lateral. Mas a médio prazo, a situação é bastante diferente: aqui, 80% dos especialistas votam pela queda do par para o suporte inicial de 1,0680 e um subsequente de 1,0570;
  • Quanto ao GBP/USD, é pela segunda semana consecutiva que o par se move no corredor que separa os dois canais laterais: o superior de julho a outubro de 2016 e o inferior de outubro de 2016 a abril de 2017. 65% dos especialistas acreditam que o par será incapaz de superar a resistência de 1,3055 e voltará ao limite inferior do canal já na primeira quinzena de maio. Os níveis de suporte são 1,2570, 1,2375 e 1,2130. Um ponto de vista alternativo é apoiado por 35% dos analistas que preveem que os objetivos imediatos para o par são 1,3370 e 1,3445. Quanto à análise gráfica em H4, ela aponta para uma tendência lateral na faixa de 1,2775-1,3055;
  • Quanto ao USD/JPY, finalmente, as opiniões dos analistas estão alinhadas com as leituras dos indicadores, e mais de 80% deles preveem uma continuação da tendência de alta para este par. Os principais objetivos são 113,55 e 115,50. Isso não exclui um slide de curto prazo do par para o horizonte de 110,00;

  • Como muitas vezes acontece, o futuro do USD/CHF representa uma imagem espelhada do EUR/USD. E se, a curto prazo, 75% dos especialistas falam sobre a continuação da tendência de queda, ao dar uma previsão a médio prazo, 70% deles vêm alta. Existem níveis de suporte em 0,9920, 0,9890 e 0,9820. As alturas são 1,0000 e 1,0100. Quanto à análise gráfica em H4, ela aponta para a alta do par para 1,0040 nos próximos dias.

 

Roman Butko, NordFX


« Notícias e análises do mercado
Receba
treinamento
Novo no mercado? Utilize a sessão “Educação”. Comece o treinamento
Siga-nos nas redes sociais