9 de abril de 2017

Primeiro, algumas palavras sobre a previsão da semana anterior, que foi cumprida se não 100%, então pelo menos 90% para todos os quatro pares:

  • Em relação à previsão para o EUR/USD, estiveram 100% exata. Lembre-se que mais de 80% dos especialistas votaram a favor da tendência de queda para este par, indicando o apoio de 1,0600 como alvo. Isto foi alcançado até o final da semana. No entanto, também havia expressado algum sentimento negativo sobre o dólar em conexão com a queda nos números de emprego dos EUA (NFP). Isso também se materializou, mas a força dos touros neste caso foi apenas o suficiente para levantar o par a 1,0666. Um minuto depois, ele voltou para a tendência geral e continuou a cair;
  • Quanto à previsão para o GBP/USD, os analistas mais uma vez acabaram estando certos. 80% deles insistiram na sua queda, indicando 1,2375 como o nível de suporte mais próximo. O par terminou sessão da semana passada ao lado precisamente deste nível;
  • Sobre o futuro do USD/JPY, os indicadores de tendência, osciladores, e análise gráfica indicaram movimento lateral deste par no canal de 110,10-112,75. Essa previsão também se tornou realidade, com uma pequena correção causada pelo fato de que a faixa de oscilação foi ligeiramente menor do que o esperado, em torno de 110,12-111,58;
  • A proporção dos que apoiam a alta do par CHF/USD entre os especialistas excedeu 70% e 1,0100 foi nomeado como o alvo. Na verdade, o par começou a apressar-se desde meados de segunda-feira. Na sexta-feira à noite conquistou a altura de 1,0096, aquém da marca por apenas quatro pontos.

 

Previsão para a próxima semana:

Resumindo os pontos de vista de um número de analistas de bancos e corretoras, bem como as previsões feitas com base em uma ampla variedade de métodos de análise técnica e gráfica, podemos dizer o seguinte:

  • Quanto ao EUR/USD, o número dos que apoiam um pulo do par para 1,0600 está crescendo e 40% dos especialistas já acreditam que o par deve pelo menos subir temporariamente para 1,0750. Esta versão é suportada tanto pela análise gráfica em H4 e D1 quanto por osciladores. Quanto à previsão de médio prazo, mais de 75% dos analistas apontam queda, aguardando o par cair para a zona de 1,0400-1,0500, e talvez até mesmo mais;
  • Avaliando as perspectivas do GBP/USD, mais de 70% dos especialistas estão do lado dos ursos. Ambos os indicadores e a análise gráfica estão de acordo com este ponto de vista, nomeando 1,2330 como o nível de suporte mais próximo. O próximo nível de suporte está na zona de 1,2240. Deve notar-se que o par se encontra numa zona de suporte bastante forte em médio prazo, a qual compreende também o nível central para o canal lateral em 1,1980-1,2730, que foi estabelecido no mês de outubro passado. Assim, não podemos excluir a sua recuperação para a área de 1,2450-1,2500.

  • Se na semana passada 70% dos analistas falaram da alta do USD/JPY, o seu número já aumentou para 90%. As metas idênticas: 112,00 e 113,55. No entanto, o par vai ser capaz de atingir essas metas somente no final de abril ou no início de maio. Quanto ao futuro imediato, todo mundo - especialistas, análise gráfica e indicadores - espera que o par possa testar novamente o fundo local em 110,00;
  • Emoção continua a reinar no campo dos que apoiam a alta do USD/CHF, que atualmente inclui cerca de 75% dos especialistas. Os próximos alvos depois que o par atingir a marca de 1,0100 foram identificados como 1,0170 e 1,0215. Um ponto de vista alternativo é dublado por cerca de um quarto dos analistas e pela análise gráfica em H4. De acordo com eles, o par continuará a mover-se para baixo no canal médio (claramente visível em D1 e W1, iniciado em dezembro de 2016) e, em breve iniciam a se esforçarem na direção do centro por volta de 0,9950.

 

Roman Butko, NordFX


« Notícias e análises do mercado
Receba
treinamento
Novo no mercado? Utilize a sessão “Educação”. Comece o treinamento
Promoções
e bônus
Ofertas e condições especiais
para uma negociação rentável.
Saiba mais
Siga-nos nas redes sociais